Segunda-feira
15 de Outubro de 2018 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - Sacramento, MG

Máx
31ºC
Min
20ºC
Nublado e Pancadas d

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Artigos

Agosto; mês que se comemora o dia do Advogado. Temos o que comemorar?

De acordo com a nossa Carta Magna, art. 133 da Constituição Federal de 1988, o advogado é indispensável para Justiça, e essa profissão já fora há tempos sinal de prestígio e respeito. Outrossim, os advogados vivem na atualidade uma verdadeira batalha para ter suas prerrogativas respeitadas e para isso a OAB tem desempenhado um papel de grande relevância.
 
O cenário vivenciado pelos causídicos na contemporaneidade, é bem diferente dos tempos de outrora, limita-se a indiferença, e muitas das vezes, falta de respeito, é assim que o advogado é tratado na maioria das vezes por Juízes, Promotores, Delegados, assessores, serventuários, etc. Agregue-se a isso o fato da sociedade generalizar e taxar os advogados de mercenários e corruptos, é certo que há colegas que podem ser assim qualificados, mas nem todos, e isso é suscetível a qualquer profissão.
 
A profissão do advogado é cercada de frustrações, matamos literalmente um leão por dia, lidamos dia a dia com decisões conflitantes de juízes e desembargadores, tratamento diferenciado dispensado a advogados, vez que há beneficiamento de uns em detrimento de outros, e é necessário extremo jogo de cintura com os serventuários, somos reféns de assessores, pois são eles que fazem às vezes dos juízes quando pretendemos despachar.
 
E o cliente, ahhh o cliente!!! Esse nem imagina as nossas batalhas do dia a dia, reclamam dos honorários da contração, reclamam que o processo não anda, reclama que o juiz não libera o dinheiro dele, e quando recebe, reclama de repassar os honorários de sucumbência ao advogado.
 
E com tudo isso há muitos que vêem a profissão do advogado de forma poética, de poética não tem nada nossa profissão, é árdua, muito árdua! Acordamos cedo, tomamos incontáveis cafés para nos mantermos despertos, acordamos e dormimos com a cabeça cheia, pressão do cliente, prazos estourando, sapatos altos, gravatas apertadas, sorriso no rosto.
 
É claro que não podemos generalizar, nem todos vêem e tratam os advogados da forma acima colocada, muitos vêem e tratam os advogados da forma como se deve, com respeito!!!
 
Em verdade, não esperamos e nem queremos tapete vermelho ou referências, somente queremos que as prerrogativas inerentes a nossa profissão sejam respeitadas, queremos não precisar torcer para que o juiz esteja de bom humor na audiência, só queremos respeito e tratamento igualitário.
 
Mas mesmo com isso tudo, temos orgulho de sermos advogados, carregamos uma carterinha vermelha e um orgulho imenso no peito, temos orgulho das nossas noites mal dormidas, temos orgulho de pertencer a essa classe que trabalha e batalha pela própria sobrevivência e pelo Direito. Temos orgulho de desempenhar função essencial à justiça, ainda que todos pareça nos ver como inimigos.
 
Se temos que comemorar? A resposta é que sim!!! Pois desempenhamos um trabalho grandioso a sociedade e a justiça, essa profissão calcada de espinhos, é nobre, muito nobre e por isso deve ser respeitada por todos. E pra terminar encerremos com as palavras de Eduardo J. Couture:
 
Ama a tua profissão – Trata de considerar a advocacia de tal maneira que o dia em que teu filho te pedir conselho sobre seu destino, consideres uma honra para ti propor-lhe que se faça advogado.
 
A todos os colegas advogados, parabéns!!!
 
 
Artigo escrito pela advogada MIRIAM CRISTINA DOS REIS, OAB/MG nº 163.171, com atuação nas áreas Tributária  e Direito do Consumidor.

Contate-nos

MELO RODRIGUES ADVOCACIA

Rua Ângelo Crema,  159
-  Bela Vista I
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 33511084
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia