Quarta-feira
14 de Novembro de 2018 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - Sacramento, MG

Máx
32ºC
Min
20ºC
Pancadas de Chuva a

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

09/11/2018 - 12h23TJMG encerra Semana Nacional da Conciliação com números expressivosAcordo que põe fim à Ocupação Izidoro foi o destaque do mutirão

O presidente do TJMG, Nelson Missias, ao lado das vice-presidentes Áurea Brasil e Mariangela Meyer, encerrou, nesta sexta, a Semana Nacional da Conciliação O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) realizou, nesta sexta-feira, 9 de novembro, solenidade de encerramento da XIII Semana Nacional da Conciliação.  Balanço parcial aponta a realização de 27.569 audiências, com 13.434 acordos homologados e um percentual de 48,73% de resolução de conflitos. Os números, já superiores aos alcançados em 2017, foram apurados até a quinta-feira, 8 de novembro. Para fechar com chave de ouro a Semana, o presidente do TJMG, desembargador Nelson Missias de Morais, celebrou um acordo que põe fim ao conflito relacionado à chamada Ocupação Izidora cuja ação de reintegração de posse se arrasta desde 2013 no Poder Judiciário. Por meio de diálogo, as partes chegaram a um acordo, homologado oficialmente nesta sexta-feira, disse o presidente. Pelo acordo, a Companhia de Habitação de Minas Gerais (Cohab Minas) ofereceu aos ocupantes da Granja Wernek um imóvel de propriedade do Estado. “Foi uma vitória da conciliação. Ambas as partes saíram vitoriosas. Não houve perdedores, nem vencedores. Houve bom senso dos negociadores e, fundamentalmente, e graças ao espírito de conciliação que praticamos, durante esta semana, aqui no Tribunal,  estamos celebrando, de modo enfático, agora, a homologação deste acordo judicial.” A 3ª vice-presidente do TJMG, desembargadora Mariangela Meyer, também comemorou a homologação do acordo. Durante a Semana Nacional da Conciliação, milhares de processos judiciais serão finalizados, diante dos inúmeros acordos celebrados. A cada dia, a conciliação tem incorporado mecanismos inovadores de resolução de conflitos, o que contribui para a redução excessiva da judicialização de controvérsias. “Torna-se necessário abrandar a cultura inpidualista da litigiosidade e investir na possibilidade da solução consensual dos desentendimentos. Aos poucos, estamos vencendo muitas resistências entre os operadores do Direito em geral, pois alguns ainda olham com desconfiança e temor pela perda do mercado de trabalho diante desta nova solução pacífica de conflitos”, frisou a magistrada. Números Nos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejucs), até o momento,  foram realizadas 3.175 audiências, com 2.375 acordos, com um percentual de 74,80% de resolução.  Os Cejuscs de Belo Horizonte, Santa Luzia, Açucena, Juiz de Fora, Patos de Minas e Vazante foram os que mais realizaram audiências. O Cejusc de 2º grau realizou 27 audiências com 3 decisões negociadas. Na justiça comum processaram-se 4.051 audiências, com 1.297 acordos, e 32,02% de acordos. Belo Horizonte, Contagem, Montes Claros e Ribeirão das Neves estão entre as comarcas  que mais agendaram audiências. Os juizados especiais realizaram mais de 8.5252 audiências, com 2.687 composições entre as partes.
09/11/2018 (00:00)

Contate-nos

MELO RODRIGUES ADVOCACIA

Rua Ângelo Crema,  159
-  Bela Vista I
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 33511084
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia