Sábado
25 de Setembro de 2021 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

11/09/2021 - 15h31Presidente Gilson Lemes participa de solenidade dos 66 anos do Colégio Militar de BHO ministro da Defesa, General Walter Souza Braga Netto, também esteve presente

Ministro da Defesa, General Walter Souza Braga Netto, é ex-aluno do Colégio Militar de Belo Horizonte (Foto: Divulgação/TJMG) O presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais, desembargador Gilson Soares Lemes, participou neste sábado (11/9), ao lado do ministro da Defesa, General Walter Souza Braga Netto, da solenidade que celebrou os 66 anos do Colégio Militar de Belo Horizonte (CMBH). O evento também contou com presença de deputados federais e estaduais, outras autoridades civis e militares, e pais de alunos. Durante formatura dos alunos do CMBH o presidente Gilson Lemes foi homenageado com a entrega do diploma de “Amigo do CMBH”, concedido àqueles que, por iniciativa e cooperação, contribuíram para o fortalecimento da instituição de ensino. Foram realizados os tradicionais “Desfile da Saudade” com a participação de ex-alunos, ex-instrutores e o Desfile da Tropa do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR) e do Colégio Militar de Belo Horizonte (CMBH). A Banda de Música do CMBH também se apresentou. Em seguida foi descerrada placa alusiva aos fundadores do CMBH. Houve ainda a inauguração da galeria de fotos dos alunos ilustres egressos do CMBH, personalidades e autoridades. São eles: o ministro da Defesa, General Walter Souza Braga Netto; General do Exército Joaquim Maia Brandão, deputado federal coronel Armando  Schroeder Reis; deputada estadual Laura Serrano; ministro do Superior Tribunal Militar almirante Leonardo Puntel e o ator Nelson Freitas. Também foi inaugurada placa alusiva com nomes dos ex-alunos judocas do CMBH, entre eles o General Walter Souza Braga Netto. Durante discurso, o ministro da Defesa cumprimentou as autoridades, os formandos, e os demais presentes, e lembrou do tempo em que foi aluno do Colégio Militar de Belo Horizonte. O coronel Régis Rodrigues Nunes, comandante e diretor de Ensino do Centro de Preparação de Oficiais da Reserva e do Colégio Militar, ressaltou a excelência do CMBH. Desfiles tradicionais foram realizados na cerimônia de aniversário (Foto: Divulgação/TJMG) O presidente Gilson Lemes, disse que foi “uma honra participar da solenidade de comemoração dos 66 anos do Colégio Militar de Belo Horizonte junto com o ministro da Defesa, general Walter Souza Braga Netto, ex-aluno da instituição”.   Ele ressaltou que “é uma instituição de ensino que construiu uma trajetória de absoluto sucesso ao longo desses 66 anos, sendo reconhecida nacionalmente pela excelência de seu ensino e por ser um educandário que oferece aos jovens uma formação integral, além de forte senso de disciplina e de dever cívico’”. O presidente Gilson Lemes agradeceu ao coronel Régis Rodrigues Nunes, comandante e diretor CPOR/CMBH, pelo convite para participar da cerimônia e o parabenizou pela data. “Registro meus parabéns também a cada um dos que fazem parte da bela história deste colégio: aos que idealizaram o educandário; a todos os professores que aqui lecionaram; aos alunos que honraram o nome desta instituição; aos dirigentes, ao corpo técnico-administrativo e a todos aqueles que zelam para que o Colégio Militar continue sendo exemplo de excelência. Isso é importante para que tantas outras famílias continuem almejando aqui matricular seus filhos, confiantes de que no Colégio Militar de Belo Horizonte poderão desenvolver todas as suas potencialidades”, disse. O presidente Gilson Lemes inaugurou, em junho deste ano, no Fórum Lafayette, placa em referência ao fato de que, naquele edifício, na Avenida Augusto de Lima, no bairro Barro Preto, que hoje abriga a sede da Comarca de Belo Horizonte, funcionou o Colégio Militar. Na metade da década de 1950, um grupo visionário decidiu criar o Colégio Militar de Belo Horizonte. Quando surgiu, o então recém-criado Colégio seria instalado no prédio destinado ao Centro de Preparação de Oficiais da Reserva (CPOR), na Pampulha, mas este ainda se encontrava em construção. Enquanto isso, foi decidido que o Colégio Militar de Belo Horizonte funcionaria, provisoriamente, no edifício antes usado pelo Colégio Estadual de Minas Gerais. É exatamente no edifício onde hoje está o Fórum Lafayette. E assim ocorreu, no período de 1955 a 1959. A instituição militar de ensino surgia inspirada no notório Colégio Militar de Barbacena, criado em 1912 e extinto em 1925. Desde a extinção do educandário barbacenense, vinha sendo gestada a ideia de um colégio nos mesmos moldes, onde fosse criado um ambiente saudável para a formação de jovens, e que poderia contribuir para despertar carreiras militares. Os anais dessa história registram que, no dia 12 de setembro de 1955, o então Presidente da República, Café Filho, assinava o Decreto nº 37.879, que criava o Colégio Militar de Belo Horizonte. A inauguração e o início das aulas do Colégio Militar de Belo Horizonte se realizaram em 1956, no simbólico 21 de abril – Dia de Tiradentes, uma das datas mais emblemáticas no calendário de eventos comemorativos em Minas Gerais. Criação do Colégio Militar de Belo Horizonte foi inspirada no consagrado Colégio Militar de Barbacena, que funcionou de 1912 a 1925 (Foto: Divulgação/TJMG) A solenidade reuniu inúmeras autoridades da época, entre elas, o governador José Francisco Bias Fortes; o general Henrique Teixeira Lott, ministro da Guerra; o ministro da Educação e Cultura, Clovis Salgado; o arcebispo metropolitano Dom Antônio dos Santos Cabral; e o prefeito de Belo Horizonte, Celso Mello Azevedo. Desde 1960, o célebre Colégio Militar de Belo Horizonte está instalado na Pampulha. Em visita à instituição e ao CPOR, em abril deste ano, quando foi recebido pelo comandante da 4ª Região Militar, general de pisão Jorge Antônio Smicelato, e pelo diretor de ensino do Colégio Militar/CPOR, coronel Régis Rodrigues Nunes, o presidente Gilson Lemes ficou positivamente impressionado pela infraestrutura que encontrou. O presidente Gilson lemes desejou “vida longa ao Colégio Militar de Belo Horizonte para que continue formando, com o ensino de excelência, cidadãos e cidadãs cada vez mais preparados para colaborar com o desenvolvimento da sociedade”. Ministro da Defesa, egresso ilustre Nascido em Belo Horizonte em 1957, o General Walter Souza Braga Netto é egresso do Colégio Militar. Ingressou em 1975 na Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN) e, em 1978, foi declarado aspirante-a-oficial da arma de cavalaria. Foi promovido a 2º tenente em 1979, a 1º tenente em 1980 e a capitão em 1984. Como tenente-coronel foi assessor da Subsecretaria de Programas e Projetos da Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência da República. No período de 2005 a 2007 foi adido de Defesa e do Exército junto à Embaixada do Brasil na Polônia. Em 2009 foi promovido a general de brigada e nomeado chefe do Estado-Maior do Comando Militar do Oeste. Já em 2011, foi designado adido militar do Exército junto à Embaixada do Brasil nos Estados Unidos. Dois anos depois, em 2013, passou a general de Divisão e em 2015 assumiu o comando da 1ª Região Militar onde atuou até 2016 quando foi promovido a general de Exército e nomeado comandante Militar do Leste, cargo que exerceu até 2019.  Neste mesmo ano, foi Chefe do Estado-Maior do Exército e, em 2020, foi nomeado ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República. Em março de 2021 foi designado ministro da Defesa.
11/09/2021 (00:00)

Contate-nos

Melo Rodrigues - Advocacia

Rua Ângelo Crema  159  casa
-  Bela Vista l
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 3351-1084+55 (34) 98871-0798
© 2021 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia