Sábado
03 de Dezembro de 2022 - 

Notícias

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico

Previsão do tempo

Hoje - Sacramento, MG

Máx
26ºC
Min
19ºC
Chuva

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 5,20 5,20
EURO 5,44 5,44

Newsletter

30/09/2022 - 15h25Colegiado de juízes de Belo Horizonte inaugura reuniões periódicasEncontro foi realizado na sede da Corregedoria-Geral de Justiça com magistrados de diversas áreas

A reunião foi comandada pelo corregedor Corrêa Junior (à direita), juntamente com o diretor do Foro da capital, Sérgio Henrique Fernandes. (Crédito: Marcelo Gomes de Almeida/TJMG) O Colégio de Magistrados, órgão consultivo da direção do Foro de Belo Horizonte, se reuniu pela primeira vez na gestão do corregedor-geral de Justiça, desembargador Luiz Carlos de Azevedo Corrêa Junior. O encontro, nesta sexta-feira (30/9), foi realizado na sede da Corregedoria-Geral de Justiça.  O corregedor-geral, que conduziu a reunião, ressaltou que o Colégio tem grande relevância em razão da possibilidade da participação representativa de todos os magistrados. “A intenção é fortalecer a interação e facilitar a tomada de decisões no Poder Judiciário mineiro”, disse.  O encontro contou com a participação de magistrados representantes das varas criminais, cíveis, empresariais, de Feitos Tributários, de Fazenda Pública e Autarquias, da Fazenda Pública Municipal, de Sucessões e Ausências, de Família, dos Juizados Cível da Infância e Juventude e Infracional da Infância e Juventude, e regionais do Barreiro. O objetivo do Colégio de Magistrados é auxiliar o juiz diretor do Foro nas deliberações de assuntos relacionados à prestação jurisdicional, além do estabelecimento de metas, projetos, programas e de ações que serão futuramente implementados.  Produtividade O juiz diretor do Foro da capital, Sérgio Henrique Cordeiro Caldas Fernandes, disse que o Colegiado é fundamental para o aumento da produtividade e o aprimoramento da prestação jurisdicional. “É uma forma de democratizar as decisões que vão afetar o trabalho de todos na comarca. Conjuntamente, as ideias acabam florescendo e favorecem a contribuição das decisões da Alta Administração”, disse.  Magistrados de persas áreas estão auxiliando o juiz diretor do Foro da capital nas deliberações de assuntos relacionados à prestação jurisdicional. (Crédito: Marcelo Gomes de Almeida/TJMG) Os magistrados discutiram assuntos, soluções e problemas para questões envolvendo a virtualização de processos e as novidades no Processo Judicial Eletrônico (PJe). Também foram debatidos temas relativos à Central de Perícias, ao Centro de Inteligência e à mudança física das varas judiciais por causa da reforma e reestruturação do prédio do Fórum Lafayette.  O juiz Michel Curi e Silva, representante das varas de Fazenda Pública e Autarquias, disse que todo órgão precisa ter um comando, “mas o comandante só terá o poder decisório eficaz com a descentralização, como ocorre com esse colégio de juízes".  A magistrada Roberta Chaves Soares, do 4º Juizado de Violência Doméstica da capital, representante de todas as varas de competência criminal, destacou a possibilidade de participação de todos os magistrados por meio do colégio de juízes. Ela, inclusive, ressaltou as dificuldades e a importância da especialização da violência contra a mulher.   O órgão colegiado é regulamentado pela Lei Complementar nº 59 de janeiro de 2001 e pelo Provimento 369/CGJ/2019. Diretoria de Comunicação Institucional – Dircom TJMG – Unidade Fórum Lafayette (31) 3330-2123 ascomfor@tjmg.jus.br instagram.com/TJMGoficial/ facebook.com/TJMGoficial/ twitter.com/tjmgoficial flickr.com/tjmg_oficial  
30/09/2022 (00:00)

Contate-nos

Melo Rodrigues - Advocacia

Rua Ângelo Crema  159  casa
-  Bela Vista l
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 3351-1084+55 (34) 98871-0798
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia