Terça-feira
11 de Dezembro de 2018 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - Sacramento, MG

Máx
32ºC
Min
17ºC
Poss. de Panc. de Ch

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

“A resolução do caso Marielle deve ser tratada como prioridade”, diz presidente da OAB

Brasília – O presidente nacional da OAB, Claudio Lamachia, cobrou nesta sexta-feira (13) o completo esclarecimento dos assassinatos da vereadora carioca Marielle Franco e de seu motorista Anderson Gomes. Na semana em que os crimes completaram um mês, Lamachia destacou que a sociedade precisa de respostas porque a ação foi um atentado contra a própria democracia do país. “Passado um mês do assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes ainda não é conhecida a identidade dos autores e dos articuladores do crime. A resolução desse caso deve ser tratada como prioridade porque ele foi um ataque direto às instituições da democracia. Os eventos associados à morte de Marielle já incluem até mesmo um outro assassinato. A sociedade precisa de respostas e de ações concretas contra a insegurança e a impunidade vigentes”, disse Lamachia. O presidente nacional da Ordem acrescentou ainda que a impunidade apenas favorece um cenário em que autoridades são ameaçadas e que a violência política aumenta. “O contexto da morte de Marielle é aquele em que algumas pessoas também se sentem à vontade para ameaçar o ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF. Ao mesmo tempo, são constantes os episódios de agressão a representantes dos diferentes partidos políticos, de esquerda ou direita, e de depredação a prédios que simbolizam os pilares da nossa República”, afirmou ele. Lamachia argumentou ainda que punições de atos que atentem contra a democracia do país devem ser exemplares, mas sempre no limite da lei. “Vencer a crise significa fortalecer a democracia. Os atos de ataque ao Estado de Direito devem ser punidos de forma exemplar, dentro do que determina a lei. Os órgãos do Estado precisam ser céleres em fazer valer a Constituição, sob a pena de agravamento da já prolongada crise que abate o Brasil”, declarou o presidente da OAB.
Fonte:
OAB
13/04/2018 (00:00)

Contate-nos

MELO RODRIGUES ADVOCACIA

Rua Ângelo Crema,  159
-  Bela Vista I
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 33511084
© 2018 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia