Domingo
12 de Julho de 2020 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Alexandre de Moraes permite acesso de investigados ao inquérito das 'fake news'

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), permitiu o acesso de investigados ao inquérito que apura ameaças a ministros da Corte e a disseminação de conteúdo falso na internet, o chamado inquérito das "fake news". As decisões foram tomadas na sexta-feira (29) e nesta segunda (1º), mas pulgadas somente nesta terça (2) pela assessoria do STF. Nesta segunda-feira, advogados de alguns investigados acionaram o STF argumentando que não tinham tido acesso ao inquérito. Moraes permitiu acesso aos advogados de investigados entre os quais o ministro da Educação, Abraham Weintraub; a deputada Carla Zambelli (PSL-SP); Reynaldo Bianchi Júnior, Allan Lopes dos Santos, Bernardo Kuster, Edgard Corona, Luciano Hang, Marcos Domingues Bellizia e Otavio Oscar Fakhoury. No último dia 27, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão no inquérito. Foram alvos alguns aliados do presidente Jair Bolsonaro. Todos negam irregularidades. Acesso ao gabinete Pelas decisões de Moraes, os advogados poderão ter acesso integral às investigações, mas, como o processo tramita em sigilo, as defesas vão precisar agendar acesso no gabinete do ministro. Será fornecida, então, uma cópia digitalizada, com marca d'água, capaz de identificar quem recebeu a mídia. "Em razão do caráter sigiloso destes autos, a vista deverá ser previamente agendada junto ao Gabinete e será realizada através do fornecimento de cópia digitalizada, com aposição de marca d´água identificando o destinatário, que deverá manter o sigilo", decidiu o ministro. OPERAÇÃO DA PF CONTRA FAKE NEWS PF faz buscas em endereços de políticos, empresários e blogueiros Ministro do STF determina que 6 deputados federais prestem depoimento Operação da PF foca em financiadores de rede de fake news Planalto vê operação como espécie de 'cerco' ao presidente Veja perguntas e respostas sobre o inquérito no STF Alexandre de Moraes determina quebra de sigilo de investigados e bloqueio de perfis na internet Planalto teme que quebra de sigilo repercuta em ações para cassação do mandato de Bolsonaro Quem são os empresários investigados no inquérito das fake news Ministro do STF diz que provas indicam existência de associação criminosa Inquérito lista ofensas e ameaças de deputados bolsonaristas ao STF; veja Alvos da operação reclamam de censura e reivindicam liberdade de expressão ANDRÉIA SADI: Aras pede suspensão de inquérito que mira bolsonaristas CAMAROTTI: Pedido de suspensão tem 'chance zero' de prosperar, diz ministro do STF
02/06/2020 (00:00)

Contate-nos

Melo Rodrigues - Advocacia

Rua Ângelo Crema  159  casa
-  Bela Vista l
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 3351-1084+55 (34) 98871-0798
© 2020 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia