Domingo
22 de Outubro de 2017 - 

Controle de Processos

Insira seu usuário e senha para acesso ao software jurídico
Usuário
Senha

Notícias

Newsletter

Nome:
Email:

Previsão do tempo

Hoje - Sacramento, MG

Máx
30ºC
Min
20ºC
Nublado com Pancadas

Webmail

Clique no botão abaixo para ser direcionado para nosso ambiente de webmail.

Juíza condena organização criminosa que lesava idosos

Juíza substituta da 3ª Vara Criminal de Brasília condenou 13 membros de uma organização criminosa que aplicava golpes em pessoas idosas, mediante clonagem de cartão, furtos de valores de banco e furto mediante fraude. Os acusados foram denunciados pelo Ministério Público do DF, como incursos, basicamente, nas penas do artigo 288, caput; 155, § 4º, incisos II e IV, e artigo 311, § 1º, todos do Código Penal. Entres os réus, o policial militar Adamastor Castro e Lino de Andrade Júnior e os ex-policiais Marcos Souza Dias e Luiz Cláudio Nogueira de Souza. Eles foram condenados às penas de 53 anos e 6 meses de reclusão; 13 anos de reclusão; e 10 anos e 6 meses de reclusão, respectivamente, além da perda do cargo de policial. Os demais réus foram sentenciados a penas que variam de 29 a 2 anos de reclusão, dependendo da participação que tinham nas operações do grupo. Não se sabe ao certo quantas vítimas foram lesadas pelos criminosos, mas o Ministério Público apontou, pelo menos, 20 fatos na denúncia apresentada. As vítimas preferenciais eram pessoas idosas, portadoras de cartões bancários black ou platinum e os valores desviados giravam em torno de R$ 10 mil. Processo: 2013.01.1.024113-0 Juíza substituta da 3ª Vara Criminal de Brasília condenou 13 membros de uma organização criminosa que aplicava golpes em pessoas idosas, mediante clonagem de cartão, furtos de valores de banco e furto mediante fraude. Os acusados foram denunciados pelo Ministério Público do DF, como incursos, basicamente, nas penas do artigo 288, caput; 155, § 4º, incisos II e IV, e artigo 311, § 1º, todos do Código Penal.Entres os réus, o policial militar Adamastor Castro e Lino de Andrade Júnior e os ex-policiais Marcos Souza Dias e Luiz Cláudio Nogueira de Souza. Eles foram condenados às penas de 53 anos e 6 meses de reclusão; 13 anos de reclusão; e 10 anos e 6 meses de reclusão, respectivamente, além da perda do cargo de policial. Os demais réus foram sentenciados a penas que variam de 29 a 2 anos de reclusão, dependendo da participação que tinham nas operações do grupo.Não se sabe ao certo quantas vítimas foram lesadas pelos criminosos, mas o Ministério Público apontou, pelo menos, 20 fatos na denúncia apresentada. As vítimas preferenciais eram pessoas idosas, portadoras de cartões bancários black ou platinum e os valores desviados giravam em torno de R$ 10 mil.Processo: 2013.01.1.024113-0
11/10/2017 (00:00)

Contate-nos

MELO RODRIGUES ADVOCACIA

Rua Ângelo Crema,  159
-  Bela Vista I
 -  Sacramento / MG
-  CEP: 38190-000
+55 (34) 33511084
© 2017 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia